Amaralina: Sargento do exército morre após ser esfaqueado pela esposa; mulher segue internada

Salvador: Jovem é esfaqueada a caminho de ponto de ônibus na Via Regional
Foto: Reprodução

Conforme informações de um vizinho que não quis se identificar, o 1° sargento do Exército, Jonatas Emanuel Restani, de 46 anos, que morreu depois de ser esfaqueado pela esposa, dormia quando foi atingido nas costas, peito e pescoço. De acordo com a Polícia Civil, o caso ocorreu no início da noite do sábado (15), na Rua Visconde de Itaborahy, bairro de Amaralina, em Salvador. A suspeita de cometer o crime, identificada como Kelly Cristina Ferreira Restani, foi presa em flagrante.

Segundo fontes da emissora TV Bahia, Kelly Cristina se esfaqueou após matar o marido. Ela está custodiada em estado considerado “gravíssimo”, no Hospital Geral do Estado (HGE). Nesta segunda-feira (17), a companheira de Jonata teve a prisão em flagrante convertida em preventiva.

O vizinho do casal afirma que o sargento do Exército foi golpeado depois que a mulher descobriu uma traição. Essa informação não foi confirmada pelas autoridades policiais. Depois de esfaquear Jonatas Emanuel e se golpear, Kelly Cristina pediu socorro em um grupo de um aplicativo de mensagens, composto por moradores do prédio.

“Quando chamei, ela abriu a porta, pediu para chamar a polícia, o Samu e deu as costas. Percebi ela toda ensanguentada e desci para procurar um lugar para ligar para o socorro”, disse o homem.

Jonatas Emanuel e Kelly Cristina eram casados há mais de 20 anos e moravam há mais de seis no apartamento onde ocorreu o crime, na rua Visconde De Itaborahy. Vizinhos do casal contaram que o sargento recebeu a informação de que seria promovido a subtenente e seria transferido para São Paulo. O Exército não confirmou a informação.

O corpo de Jonatas Emanuel foi liberado do Departamento de Polícia Técnica (DPT) e será levado para a cidade de Itatiaia, no Rio de Janeiro. Não há detalhes sobre o velório e sepultamento dele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui